Ciclo menstrual: a importância de se conhecer

Ciclo menstrual: a importância de se conhecer
dezembro 20 13:59 2017 Print This Article

É preciso deixar de relacionar menstruação a dor, sofrimento, vergonha e utilizar esse ciclo como ferramenta para se conhecer melhor e mais profundamente

Tive a sorte de ter filhas curiosas sobre as questões do corpo e da vida, sendo médica, ainda mais ginecologista, imaginei que sabia muito, mas desde que as minhas meninas menstruaram pela primeira vez tive que me aprimorar bastante. Entender e conhecer melhor sobre as mazelas do corpo feminino e como ele se relaciona com estes ciclos que hora o equilibram, mas, se não compreendidos corretamente, podem complicar a vida!

O que é a menstruação?

Vamos lá! Mensalmente o útero, mais especificamente uma camada de tecido que recobre a cavidade uterina chamado endométrio, através da ação estrógeno (hormônio feminino), cresce e se espessa, preparando-se para receber o embrião fecundado. Se não ocorre a gravidez, estes hormônios diminuem e este tecido endometrial descama e é expelido junto com alguma quantidade de sangue (30-50ml), a menstruação. Para ser considerada normal, ela deve durar entre 3 e 5 dias e não deve causar dor ou incômodos fortes.

Nossas meninas precisam deixar de relacionar menstruação a dor, sofrimento, vergonha… que a menstruação significa o final de um ciclo concluído em nós e em nossas vidas. É importante nos conectarmos mais a esta ciclicidade e a nós mesmas, termos respeito aos tempos de vida, de morte, de renascimento; e que nada tem a ver com datas, calendários, números ou padrões pré estabelecidos.

Não existe um ciclo certo ou errado e nem um ciclo melhor do que o outro, precisamos crer que nosso corpo é sábio e ele nos trará sinais, mensagens a respeito do que estamos vivendo a um nível mais profundo. Utilizando o ciclo menstrual como ferramenta para se conhecer e se situar com mais consciência na verdade que se manifesta em nós mulheres.

Conhecer o ciclo menstrual é fundamental

Pois bem, então vamos lá. Contando os dias, o primeiro dia de menstruação marca o início de um novo ciclo que irá até o último dia antes da próxima menstruação. O dividimos em primeira fase, ou estrogênica, aonde há indução da ovulação que ocorre por um aumento abrupto e importante dos níveis de LH, hormônio produzido na hipófise que estimula o ovário liberar o óvulo, que ocorre cerca de 14 dias antes da menstruação.

Nesta fase, existem modificações perceptíveis como aumento da temperatura corporal entre 0,2 a 0,5 graus Celsius e, mudança no aspecto da secreção vaginal, que se torna transparente e espessa, como um muco ou gelatina. Isso serve para que os espermatozoides “subam” com mais facilidade em direção às trompas, onde mais comumente ocorre a fecundação.

Neste momento, você pode observar a fundo quais características ocorrem no seu pico de fertilidade. Sugiro que faça isso por três meses observando se sua secreção vaginal muda realmente, como ficam suas mamas e sua vagina. Se você fica extrovertida, comunicativa e positiva durante sua ovulação.

Por fim, temos a segunda fase do ciclo menstrual, ou progestogênica, quando ficamos sob efeito da progesterona, hormônio feminino produzido pelo ovário após a ovulação. Ele dura, em média, 12 dias e quando a fecundação não acontece, o folículo vai encolhendo dentro do ovário e os níveis de estrogênio e progesterona vão diminuindo até que o revestimento do útero seja eliminado, dando início à menstruação e ao próximo ciclo menstrual.

Por Marianne Pinotti

Comentários

  Categories:
view more articles

About Article Author

Ana Moreira
Ana Moreira

View More Articles