Lugares baratos para viajar no final do ano

Lugares baratos para viajar no final do ano
outubro 09 17:41 2017 Print This Article

Todo mundo quer viajar pagando pouco e quando chega o final do ano, a galera vai ao delírio com as férias coletivas.

Os destinos são democráticos, incluindo praias, termas, centros urbanos agitados e recantos naturais, todos dentro do Brasil. As escolhas foram baseadas em cidades onde se gasta razoavelmente menos dinheiro em época de festas de final de ano. Mas, antes de mais nada, como definir o que é “barato”?

Bom, cada pessoa tem um orçamento e sabemos que, por motivos óbvios (férias coletivas e escolares somadas às festas típicas do mês de dezembro), esse é um dos períodos mais caros do ano para viajar, especialmente se você quiser botar as asinhas para fora do país.

Sem mais delongas, escolha sua próxima parada e descanse até o ano seguinte chegar:

1. Caldas Novas – GO

Logo ao lado de Rio Quente, a estância hidrotermal é uma das mais conhecidas do país e está repleta de resorts ideais para quem quer relaxar. Um dos passeios mais bacanas é o Parque Estadual da Serra de Caldas Novas, onde há cachoeiras de água quente, cercadas de vegetação.

2. Paranaguá – PR

A pouco mais de 1 hora de carro de Curitiba, Paranaguá pode parecer apenas um reduto portuário, mas é também a cidade mais antiga do estado e um dos hubs de conexão para a Ilha do Mel. Em meio à faixa litorânea, o legado histórico do século 17 permeia as ruas ladrilhadas e os antigos casarões, que remetem ao período colonial. Um de seus principais atrativos turísticos é o Museu Arqueológico e Etnográfico, com 25 mil peças no acervo, abrigado no Colégio Jesuíta, que inaugurou em 1755.

3. Saquarema – RJ

Esse é um dos destinos litorâneos mais baratos do Brasil segundo um estudo recente. Desde a década de 1970 a cidade foi ganhando fama com suas ondas alucinantes, que em Itaúna chegam a até três metros de altura, lhe dando o título de capital do surf. Além de sediar campeonatos dessa modalidade, também se destaca pelo vôlei e abraça o rock’n’roll. O roqueiro Serguei, que é o mais antigo do país, comanda o Templo do Rock, onde divide com o público um bocado de sua trajetória, recheada de histórias malucas.

4. Olinda – PE

Fundada em 1535, a colorida Olinda é considerada Patrimônio Mundial da Unesco. A herança arquitetônica bem preservada remonta ao período colonial, passando por mais de 20 igrejas barrocas. Vibrante, é também agraciada com o mar azul em seu horizonte, além de sediar um dos Carnavais mais animados do país, com muito frevo e bonecos enormes tomando conta de suas ladeiras.

 5. Ilha de Porto Belo – SC

Este é um refúgio tranquilo para quem busca sombra e água fresca longe de Florianópolis ou Imbituba, que costumam bombar nos dias de verão. Rodeada de praias que dão inveja a qualquer gringo, a baía – também chamada de João da Cunha – abriga trilhas ecológicas, praias com boa infraestrutura e águas cristalinas se destacam para a prática de snorkel.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

6. Barra do Sahy – SP

O litoral paulista é cheio de encantos que muitos ainda desconhecem. A Barra do Sahy é um pedaço tranquilo de São Sebastião, fugindo do perfil das vizinhas Maresias e Riviera São Lourenço. As praias têm boa infraestrutura para turistas e são ideais para famílias com crianças.

7. Fortaleza – CE

O litoral cearense é um dos mais invejáveis do Brasil, reunindo praias de cair o queixo, sempre diante de um sol de rachar. A capital pulsa com inúmeras atrações para turistas, propagando a ideia de que tem a segunda-feira mais animada do país.

8. Guarapari – ES

Logo ao lado de Minas Gerais, a cidade capixaba tem muitas belezas naturais para encher os olhos dos viajantes. O destino reúne, além de praias urbanizadas, ótimos hotéis, bares e restaurantes. A noite animada costuma ser povoada por jovens dispostos a aproveitar o recesso.

9. Curitiba-PR

Curitiba é uma cidade linda e em Dezembro já conta com um clima de verão. Além de curtir a capital paranaense, que fica vazia nessa época do ano, você pode dar uma esticada para o litoral e conhecer lindas cidades como Morretes e a famosa Ilha do Mel.

10. Almas – TO

O Tocantins tem atraído olhares por conta do lindo Jalapão, mas se o destino ainda não cabe no seu bolso, eis uma alternativa, a 270 km de Palmas. Uma das mais antigas do estado, a cidade de Almas também proporciona uma imersão nas paisagens do cerrado, já que a 70 km de  Serra Negra, onde estão muitos atrativos naturais. Experimente uma ida até o Cânion Encantado, formado por quatro quedas d’água simultâneas com mais de 70 metros de altura ou descobrir as cascatas, mirantes e poços de água cristalina no Cânion do Chupé.

11. Ilha do Combu – PA

Quem vai até Belém pode esticar o passeio mais um pouco e seguir rumo à Ilha do Combu, como fazem os paraenses aos finais de semana. Às margens do rio Guamá, o destino é acessado por balsa de 15 minutos e ficou conhecido por seu cacau de excelente qualidade. Ali os turistas e moradores se esbaldam na praia fluvial, seguem trilhas ecológicas e aproveitam a boa oferta de restaurantes para provar as delícias da culinária do Pará, que oferece sabores únicos no mundo. Os preços dos pratos passam longe de causar uma indigestão, deixando a refeição ainda melhor!

12. Pirenópolis – entre GO e DF

Apesar de Brasília ser manchada pelos políticos que a habitam, existe muito a se ver na injustiçada capital do Brasil. Uma boa pedida para fugir dos engravatados é seguir rumo à Pirenópolis, a 150 km de distância – partindo da rodoviária. Aos pés da Serra dos Pireneus, o destino charmoso tem um centrinho que lembra Paraty (RJ), com casarões do século XVIII, igrejas e museus espalhados pelas ruas de pedra. Aproveite para renovar as energias nas mais de 80 cachoeiras, com águas de baixa salinidade que brotam em terrenos rochosos ricos em quartzo puro e cristalino.

13. Três Coroas – RS

Finalize ou comece o ano com a espiritualidade lá no alto em Três Coroas. O município a apenas 90 km de Porto Alegre (ou 20 km de Gramado) conta com um dos templos budistas mais lindos do país, o tibetano Khadro Ling, no alto das montanhas da Estrada de Águas Brancas. Além disso, proporciona atividades de aventura, como rapel e canoagem, dentro ou fora do Parque das Laranjeiras. O Rio Paranhana é ideal para a prática do rafting, indicado para pessoas de todas as idades.

14. Tiradentes – MG 

A cidade fundada no sul de Minas Gerais é considerada Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. As igrejas do século 18 que preservam a arquitetura colonial e a arte barroca, com traços de Aleijadinho e detalhes em ouro na Matriz de Santo Antônio, são alguns dos encantos. É possível ainda embarcar em passeios de charrete e Maria Fumaça, além de provar delícias mineiras feitas em seu local de origem, como o doce de leite e o pão de queijo.

15. Chapada dos Guimarães – MT

Um dos destinos mais visitados por aventureiros, a Chapada dos Guimarães se forma entre cavernas, cânions, cachoeiras, piscinas naturais e cerrados. Com 33 mil hectares, o Parque Nacional a 70 km de Cuiabá é tido como Patrimônio Natural da Humanidade e se tornou ideal para esportes de aventura. Um dos cartões postais dessa maravilha natural é a cachoeira Véu da Noiva, com 86 metros de altura, que impressiona com sua magnitude.

Post por Brunella Nunes
Fotos: reprodução

Comentários

  Categories:
view more articles

About Article Author

Ana Moreira
Ana Moreira

View More Articles