PPA 2018-2021: audiências públicas já passaram pelo Tropical e Palmares II

PPA 2018-2021: audiências públicas já passaram pelo Tropical e Palmares II
junho 06 08:00 2017 Print This Article

Resolver definitivamente a situação dos moradores das áreas do linhão e das demais ocupações parece ser a prioridade nº 1 de centenas de famílias que residem nos bairros Tropical e Ipiranga. Parece porque ainda serão sistematizados os dados coletados, pela Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan), de cada um dos moradores que participaram da audiência pública realizada no sábado, 3, sobre o Plano Plurianual (PPA) de Parauapebas, responsável pelo direcionamento das políticas públicas a serem desenvolvidas no quadriênio 2018-2021.

Foi a primeira de 19 plenárias programadas para ocorrerem até o dia 11 de julho. No domingo, foi a vez dos moradores da Palmares II conversarem com a equipe de governo. Amanhã, 6, a audiência será no Habitar Feliz, a partir das 18 horas. O local da reunião é a Escola Domingos Cardoso da Silva, na rua Cristóvão Colombo. Duas plenárias serão específicas: uma com sindicalistas e outra com empresários.

No Tropical, a audiência se prolongou por cerca de duas horas. O prefeito Darci Lermen compareceu acompanhado por quase toda a sua equipe de governo. Ao chefe do Executivo, a vice-presidente da Associação dos Moradores dos Bairros Tropical e Ipiranga, Luciene Sales, entregou uma pauta com 23 reivindicações, como construção de uma escola fundamental, posto de saúde, segurança e atividades culturais. “A violência que tem nesses bairros também é por falta de cultura”, atentou Luciene.

A presidente da Associação dos Moradores da Ocupação do Linhão, Selma Martins, elogiou a iniciativa da prefeitura em construir o PPA, coletivamente, com a população. “Hoje, estamos tendo oportunidade de conversar com a prefeitura e queremos trabalhar em conjunto por moradias para as famílias daqui”, disse ela, para lembrar que reuniões já vêm sendo realizadas com a prefeitura para resolver os problemas mais urgentes do local.

A participação popular na construção de uma cidade melhor será a tônica do atual governo, conforme ressaltou o titular da Seplan, João Corrêa. “Nós estamos inaugurando um jeito diferente de fazer política”. É um processo “altamente participativo e democrático”, complementou o secretário, para explicar que as diretrizes orçamentárias já estão na Câmara de Vereadores, para serem aprovadas até 30 deste mês.

A partir dessas diretrizes, o PPA vai fixar onde e como os recursos públicos serão investidos. O valor específico com que cada secretaria irá trabalhar em 2018 estará previsto no projeto de Lei Orçamentária Anual (LOA), ainda a ser elaborado e que precisa ser debatido e aprovado pela Câmara de Vereadores até dezembro deste ano.

Aos moradores do Tropical, Darci Lermen anunciou: “A primeira escola que vamos inaugurar será a daqui”. É responsabilidade do governo municipal, disse ele, organizar a cidade e resolver os problemas. “Muitas coisas que queremos fazer ainda não deu para começar porque tem todo um procedimento legal”, explicou Darci, que disse “estar louco” para construir a Unidade Básica de Saúde, no bairro.

“Nosso governo tem que se preocupar em resolver os problemas coletivos”, sublinhou o prefeito, para quem fica difícil governar quando não há contato direto com a população. “Os secretários têm que conversar com o povo, têm que ir pra rua. Se ficarem no ar condicionado, como é de costume em muito governo, aí esquecem do chão que o povo pisa”. Aos moradores do bairro, Darci Lermen pediu atenção aos debates e na hora de apontar ao governo as prioridades do bairro. “O que não estiver no PPA, que é para os próximos quatro anos, vai passar batido. Então é importante que todo mundo participe”, conclamou o prefeito.

Texto: Hanny Amoras/Ascom

Fotos: Piedade Ferreira/Ascom

 

Comentários

  Categories:
view more articles

About Article Author

Ana Moreira
Ana Moreira

View More Articles