GINÁSTICA ÍNTIMA: DICAS PARA O CASAL TREINAR JUNTO!

GINÁSTICA ÍNTIMA: DICAS PARA O CASAL TREINAR JUNTO!
janeiro 05 15:44 2017 Print This Article

“Olá, Regina. Já estou sentindo a diferença, até minha energia! Estou muito feliz porque meu marido percebeu a força de minha musculatura, não pensei que fosse tão rápido”! Assim começo a coluna dessa semana, com um e-mail que recebi de uma aluna em treinamento de ginástica íntima. Fico sempre muito feliz quando recebo as boas novas que me enviam. Mas como elas sempre querem mais, logo veio uma pergunta: “- Ele ficou tão feliz que quer treinar também, podemos treinar juntos?”

A boa notícia é que não há nada que impeça, já que o treinamento é benéfico aos dois, agindo na sexualidade e, é claro, na saúde íntima de homens e mulheres. Atualmente, esse tipo de “exercício” deixou de ter o mesmo tabu de antigamente. Cada vez mais divulga-se informações e esclarecimento sobre o assunto, em especial com afirmações de médicos e fisioterapeutas que indicam o treinamento. Além disso, esses profissionais classificam a ginástica íntima como uma “prática” sadia e ótima prevenção contra cirurgias futuras. Sem contar que pode ajudar a evitar grandes males como a incontinência urinária e o prolapso uterino [descida do útero para o interior da vagina].

Sim, treinar a musculatura genital é saudável e melhora a vida sexual. Bom saber que saúde íntima pode caminhar lado a lado com o prazer, não é mesmo? Afinal, a satisfação sexual também é saúde: física e emocional. Mulheres treinam para fortalecer a musculatura genital. E os homens, além deste fortalecimento, também treinam para aumentar o tempo de controle, eliminando a ejaculação precoce. Portanto, a prática da ginástica íntima em dupla ajudará aos dois, simultaneamente.

Encarar o treinamento como uma gostosa brincadeira vai garantir momentos de intenso prazer para o casal, e não será esforço algum praticar duas vezes por semana (o ideal). E, claro, se quiserem mais só terão a ganhar!

1- Defina os objetivos!

Antes de iniciarem esse treinamento, procurem estabelecer alguns objetivos, por exemplo:

  • O que ela deseja? Força muscular, aumento da libido e facilidade nos movimentos na hora do sexo? Ok.
  • O que ele deseja? Maior controle entre o ponto zero de excitação até a ejaculação? Ok.

Os dois devem trabalhar ajudando um ou outro.

2- Escolham os dias para fazer o treinamento

Não se trata do sexo habitual, portanto, sejam aplicados.

Que tal praticar duas vezes por semana? Assim, conseguirão um bom ritmo de treino.

Sei bem que o tempo é curto, mas vocês vão curtir!

3- Contrair e administrar os movimentos!

Ela: Contraia! As contrações dela serão coordenadas por ele. Preste atenção porque no início podem ser bem fracas, muitas mulheres não possuem força, o treinamento serve para isso.

Ele: Administre os movimentos. Se sentir que a excitação está grande, dê algumas paradinhas para manter o controle. Não precisam repetir por muito tempo, quinze minutos já é suficiente. Passem ao sexo habitual depois!

4- Alternando a prática!

Após uma semana, é hora de mudar um pouco. A preparação será a mesma.

Vamos lá: o parceiro deve fazer a penetração, intercalando movimentos. Já a mulher vai contraindo e relaxando. Mas desta vez, haverá uma contagem, ela contrairá e ele terá que dizer o número correto de contrações.

Cabe a mulher mudar os números. Por vezes, contraia cinco, ou seis, mude para quatro etc. Ele terá que responder quantas vezes sentiu. Quando as respostas estiverem exatas, na maioria das vezes, vocês poderão passar para outro exercício.

Lembrem-se que ambos estão se beneficiando: ela no fortalecimento, e ele no controle!

5- Revezem no controle!

Ele, após a penetração, manterá os movimentos até quase ejacular, parando os movimentos um pouco antes.

Por sua vez, ela deve contrair fortemente quando sentir que ele está parando, para ajudá-lo a se controlar.

Cabe a ela contar até cinco e relaxar. Neste ponto, ele terá perdido um pouco da excitação, o suficiente para recomeçar o jogo. Não precisa repetir muitas vezes, três a cinco são suficientes. Mas, se possível, não emendem desta vez no sexo habitual.

Encerrem o exercício e esperem um pouco para depois passarem para o sexo. Isso consolidará o controle!

6- Prática e mais prática!

A ideia é que, por meio da penetração e dos movimentos, a parceira consiga fortalecer a musculatura, enquanto ele aumenta a capacidade de controle. Claro que automanipulações o ajudarão também, assim como alguns acessórios serão de grande ajuda para ela.

Mas basicamente o jogo “a dois” se resume em contrações (ela) e movimentos de “pare e continue” para ele.

Vocês saberão que estão no caminho certo quando as contrações dela puderem ser sentidas fortemente por ele, assim como quando ele conseguir penetrar, chegando até quase ao clímax e parar, determinando se ejaculará ou não.

7- Resultados para ele!

O controle da ejaculação se dará quando você, homem, sentir igual (ou maior) prazer sem que precise ejacular.

São os chamados orgasmos secos. Neste ponto é possível que o homem tenha uma experiência que até então era reservada a apenas algumas mulheres: os multiorgasmos!

8- Resultados para ela!

O fortalecimento para você, mulher, estará completo quando sentir que é capaz de movimentar-se na hora do sexo com muito mais facilidade, sentir que a libido aumentou (maior desejo sexual) e quando a capacidade de contração estiver mais forte.

Muitas mulheres, outrora com dificuldades em obter os orgasmos, sentem maior facilidade após um tempo treinando.

9- Sexo tântrico

O sexo tântrico, busca do prazer máximo e duradouro com os cinco sentidos, só poderá ser praticado por um casal que tenha passado por este treinamento de ginástica íntima.

Isso porque o resultado final será uma completa afinidade sexual entre ambos, o que é fundamental para o sexo de qualidade. Portanto, não desanime e continue o treinamento até que ambos fiquem satisfeitos com os resultados.

A vantagem é que a prática é puro prazer. Variem com ela contraindo rapidamente, enquanto ele se mantém parado e contando. Ou então, ela pode contrair fortemente e mais lentamente, enquanto ele se mantém no controle.

Apenas com as contrações dela e o movimento dele já dá para variar bastante os exercícios.

10- Sintam-se os donos do mundo

Quando a mulher sentir-se forte e o homem conseguir o controle ideal, será possível aos dois determinarem a duração do sexo.

No caso do tântrico, nada mais é do que a prática feita por um casal treinado. O controle por parte dele a total colaboração por parte dela proporcionará todo o prazer, que só é vivido por quem pratica essa modalidade de sexo.

Orgasmos intensos e o controle total serão os resultados certos e duradouros.

Comentários

  Categories:
view more articles

About Article Author

Ana Moreira
Ana Moreira

View More Articles