Documentário sobre criatividade feminina

Documentário sobre criatividade feminina
novembro 22 09:17 2016 Print This Article

destaque-386285-capa-karlaA criatividade é uma ferramenta inerente ao ser humano. No dia a dia, temos inúmeras situações para sermos criativos. Das coisas mais simples até as mais complexas, sempre existe aquele ponto que faz toda a diferença. Ter a oportunidade de buscar histórias em que a criatividade é um elemento que diferencia o fracasso do sucesso e que traz com ela uma carga pessoal de superação, afirmação e de luta pelo seu lugar, esse é o objetivo do “CriAtivAs – Um Documentário Poético sobre a Criatividade Feminina”, do paraense Alexandre Baena, que foi lançado ontem, no Cine Estação.

 Gravado entre 2014 e início de 2016, ele aborda o processo criativo de cinco artistas mulheres em suas respectivas áreas de atuação: teatro, fotografia, artes plásticas, moda e publicidade. O registro traça um caminho que vai da história de vida de suas personagens até seus anseios, a projeção da ideia de um projeto, execução e finalização do mesmo.

Como locação, o filme usa as casas, ateliês, museus, feiras, em diversas cidades no Brasil e na Europa, como Belém, Lisboa, Aveiro, Paris e Milão. O projeto é uma realização da Multi Amazônia Brasil Produtora, com apoio de Toyota – Instituto Rodobens, e inclui a atriz e diretora teatral Wlad Lima, a fotógrafa Walda Marques, a artista plástica Elieni Tenório, a publicitária Karla Nazareth e a estilista e pesquisadora em moda Graziela Ribeiro.

Segundo o diretor Alexandre Baena, a proposta do documentário começou a ser formatada em 2013, e ganhou corpo com a captação de recursos e o início das gravações no ano seguinte. “A ideia sempre foi abordar as nuances e etapas do processo criativo de artistas mulheres. Acompanhamos a Eliane Tenório em uma Bienal de Gravura, em Sarcelles, na França; a Grazi, que foi fazer pesquisa em Paris; a Wlad, que finalizava com um espetáculo o seu pós-doutorado em Portugal… Acabamos também por mostrar que a criatividade é ferramenta até para transpor barreiras geográficas que elas podiam ter”, explica.

Alexandre Baena diz que partiu de histórias que já conhecia e de personagens com quem tinha afinidade, como a de Grazi Ribeiro, que é esposa dele. “Eram todas cinco mulheres que eu admirava. Além do vídeo, eu trabalho com produção cultural desde 2000 e nesse processo acabei me aproximando muito de todas elas. Não tem como não dizer o que o criar delas sempre me instigou, desde em ver o produto final quanto conversando e pegando as particularidades de cada processo”.

Para o realizar, existem diferenças entre a forma de criar de homens e mulheres, daí o interesse que gerou o documentário. “Eu parti do pressuposto que vocês, mulheres, conseguem enxergar nuances que os homens não conseguem, e assim, acabam tendo um fazer criativo diferente. Um exemplo fisiológico mesmo é que as mulheres enxergam uma paleta de cores muito mais ampla que os homens. Propus, então, através das minhas lentes, observar e analisar a criatividade feminina que muitas vezes consegue enxergar além do que eu, como  homem, conseguiria”.

Quem são elas

Wlad Lima – A atriz e diretora teatral compartilha sua passagem por Portugal, local onde realizou seu pós-doutorado e pesquisas sobre seu processo de criação. Há registros ainda do espetáculo teatral “Foi Bôto, Sinhá!”, em Aveiro, assim como algumas entrevistas dadas em Belém.

Walda Marques – A fotógrafa conversa a partir de seu estúdio e casa em Belém, fala de seu processo de criação, a busca de imagens e a seleção delas, em especial, uma série realizada em Cuba.

Elieni Tenório – A artista plástica tem o seu processo de criação e a execução das obras acompanhados pelo diretor. Na França, é registrada sua participação na 17ª Bienal de Gravura internacional de Sarcelles.

Graziela Ribeiro – A estilista mostra a produção de peças em Belém e é acompanhada até a Itália, durante sua participação do Cimode 2014, evento internacional de moda que acontece em Milão. Ela também é acompanhada durante uma pesquisa de tendência em Paris para sua nova coleção.

Karla Nazareth – Karla conta um pouco de sua história em Belém e em Porto Alegre, onde reside, mostra um pouco sobre o processo de editoração de revistas e livros dentro da agência de publicidade e editora que ela dirige.

(Lais Azevedo/Diário do Pará)

Comentários

  Categories:
view more articles

About Article Author

Ana Moreira
Ana Moreira

View More Articles